Dias melhores virão!

1 Crônicas 4.1-10

 

Muitas pessoas, não conseguem enxergar com esperança a possibilidade de dias melhores para suas vidas. Pensam que por terem nascido em uma família muito pobre, não ter recebido boa formação, ser limitado por alguma deficiência física, ou apenas pela circunstância que está vivendo, que estão condenados a viverem sempre assim.

Todavia, o texto lido narra a história de alguém que tinha tudo pra dar errado, mas que deu certo; tinha tudo pra não ser ninguém, mas foi uma figura ilustre (v9). Seu nome é Jabez, que é sinônimo de Zobeba[1] (v8). Esse nome está associado a dores, no original hebraico (Ya’ãbes= Jabes; ‘oseb= dores). A tradução de Jabes é “ele causa tristeza[2]”. Aparentemente, essa conotação pejorativa do seu nome, tem relação direta com uma provável complicação no seu parto, que ocasionou muito sofrimento à sua mãe.

Possivelmente Jabes deve ter vivido pelo menos um período do cativeiro, uma vez que o livro das crônicas registra o decreto de Ciro (2 Cr 36.22; 538 a. C.) permitindo o retorno dos judeus à sua terra[3].  Além de ter tido um nascimento nada favorável, seu futuro, quando visto de uma forma meramente humana também não seria, pois voltar a uma terra destruída demandaria muito trabalho e sofrimento. Contudo, Jabes alcançou posição de destaque entre seus familiares, sendo mais importante do que seus irmãos (v9). Uma possível razão da sua relevante importância, talvez tenha sido a conquista da região chamada Jabes-Gileade, localizada a leste do rio Jordão. Seja como for, o fato é que ele foi destacado entre todos os seus irmãos, desfrutando de dias melhores em sua vida. De igual modo, nós também podemos vivenciar dias melhores em nossas vidas, se assumirmos a mesma postura de Jabes.

 

DIAS MELHORES VIRÃO SE...

 

1 – INVOCARMOS AO SENHOR DE CORAÇÃO (v10a)

“Jabes invocou o Deus de Israel” [...]

Do ponto de vista meramente humano, Jabes tinha todas as razões para ser depressivo, ou quem sabe murmurador. Tinha um histórico negativo, um presente difícil, e um futuro nada animador.

Todavia ao invés de ficar prostrado reclamando da sorte, da vida, ou de Deus; ele invocou ao Senhor.

Ao invés de procurar culpados ou ficar se culpando, ele buscou ao Senhor em oração.

Ao invés de ficar contando lamúrias aos outros ele falou dos seus dilemas com Deus; e foi ricamente abençoado por Ele!

 

2 – CONFIARMOS INTEIRAMENTE NA SOBERANIA DEUS (v10b)

“Oh! Tomara que me abençoes” [...]

Vivemos um momento muito crítico para a fé. Muitos “crentes” tem cultivado pensamento positivo ao invés de – vai dar certo; vai dar certo...

Chegam acusar de incrédulos aqueles que se recusam a rejeitar os problemas, reivindicar bênçãos, ou determinar os milagres.

Todavia a verdadeira fé, não repousa na certeza de que Deus fará aquilo que estou pedindo, mas sim que Ele sempre fará o melhor para a minha vida, não pelos meus méritos, mas pela sua indescritível bondade!

Porem Jabes não fez nada disso, apenas orou a Deus, confiando plenamente na Sua soberana vontade, (Tomara= queira Deus).

Jabes colocou sua vida material nas mãos de Deus (me alargues as fronteiras), sua segurança (me preserves do mal), suas emoções (não me sobrevenha aflição).

Sem rejeitar, reivindicar, ou determinar, Deus concedeu o que seu servo humildemente pediu, porque ele confiou inteiramente na Sua soberana vontade.

 

CONCLUSÃO

Dias melhores virão, se tão somente mantivermos firme nosso relacionamento com o Senhor, confiando sempre cegamente na Sua perfeita soberania sobre nós!

 

Pastor Patrick


 

[1] Personagens e Lugares Bíblicos, p.76, doc. PDF.

[2] Moody, D. L., Comentário Bíblico 1 Crônicas, p. 12, doc. PDF.

[3] Ibid., p. 2.