Evidências de um grande amor por Cristo

JOÃO 20.1-18

 

   Nas palavras de Agostinho de Hipona:“Ame e faça o que quiseres”! Sem dúvida essa afirmação pode assustar alguns, que poderão pensar que Agostinho estava usando o amor como pretexto para uma vida desregrada. No entanto esse não era o seu pensamento. Agostinho entendia que o amor é a raiz de todo bem, pelo que se as nossas ações forem pautadas no amor não poderemos fazer nada que seja menos do que bom! Com certeza era isso que Jesus queria dizer quando afirmou: “Amarás o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento. Este é o primeiro e grande mandamento. E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Destes dois mandamentos depende toda a lei e os profetas” (Mt 22.37-40).O princípio básico é muito simples, quem ama a Deus de verdade faz a Sua vontade, e quem ama o seu próximo procura sempre o seu bem estar.

   O capítulo 19 relata a incontestável evidência do amor de Deus, pelo que nosso Senhor se entregou na cruz em nosso lugar, para sofrer toda sorte de dor e humilhação. Contudo no capítulo 20 temos o registro da vitória de Cristo sobre a morte, pois Ele ressuscitou! Em meio a essa narrativa temos o belíssimo relato das mulheres que foram ver Jesus no domingo de manhã. Mateus, Marcos e Lucas, nos informam que não apenas Maria Madalena foi até o sepulcro para ver Jesus, mas também outras mulheres que com ela estavam. Contudo não restam dúvidas de que Maria Madalena chamou muito mais a atenção de João, pelo qual só teve olhos para ela na sua narrativa. Isso se deve pelo fato do grande amor que demonstrou sentir pelo Senhor Jesus, maior do que qualquer das outras mulheres que com ela estavam. Seu amor pode ser facilmente percebido neste texto a partir de algumas evidências que eu quero compartilhar com você:

 

EVIDENCIAS DE UM GRANDE AMOR POR CRISTO

 

1 – Quando se ama é impossível permanecer longe (v1)

Chegou muito cedo. A palavra grega que se usa para dizer madrugada é proi. Esse era o termo técnico para referir-se à última das quatro vigílias nas quais se dividia a noite: a vigília que ia das três às seis da manhã;

Maria saiu de madrugada, no escuro para ir ao sepulcro de Jesus, enfrentado os perigos da escuridão, porque não suportava mais permanecer longe do Senhor.

Portanto não consigo acreditar na veracidade do amor declarado por certos cristãos que ficam vários dias sem aparecer na igreja.

 

2 – Quando se ama é impossível conter as lágrimas (v11,13,14)

Compartilho do pensamento do rev. William Barclay, que Maria não reconheceu a Jesus no primeiro momento porque não podia ver com exatidão através das muitas lágrimas;

É bem verdade que Maria só estava chorando porque assim como os discípulos também não havia entendido o que Jesus tinha dito acerca da Sua morte e ressurreição; Contudo, o choro desta mulher expressava a sinceridade da dor pela perda de seu amado, a o que o Senhor representava para ela;

Ela não conseguia se conformar com a possibilidade de ficar distante do Senhor. Eu pergunto a você: Quando foi a última vez que você chorou por Jesus?

 

3 – Quando se ama, só há lugar para a pessoa amada em nossa mente (v15)

“Se tu o tiraste, dize-me onde o puseste”. Maria não mencionou o nome de Jesus porque pensava que qualquer um saberia de quem ela estava falando.

Sua mente estava tão ocupada com Jesus que não havia outra pessoa no mundo para ela. A intimidade que Maria Madalena tinha com Jesus, inconscientemente a levou a pensar que qualquer um saberia que ela estava falando sobre Ele;

Quando amamos Jesus de verdade, só pensamos nele, falamos dele, vivemos nele e para ele!

 

4 – Quando se ama não se mede esforços (v15b)

“Eu o levarei”. Como poderia fazer isso com seu força de mulher? Onde o ia levar? Nem sequer tinha pensado nestes problemas.

Seu único desejo era chorar seu amor sobre o corpo morto de Jesus.

Quando amamos de verdade, não medimos esforços, simplesmente encaramos os obstáculos!

É difícil acreditar no amor confessado por muitos da igreja atual;

Qualquer coisa é motivo para se ficar em casa, para não se fazer algo na casa de Deus;

 

5 – Quando se ama, se está disposto a aprender do Senhor (v16)

Ao conseguir identificar a voz de Jesus, Maria se voltou para Ele e disse: "Mestre!";

Maria Madalena conhecia a voz de Jesus como à voz de Seu mestre.

O discípulo obedece e serve o seu mestre não por dever, mas por admiração;

Não busca aproximação por interesse ou obrigação, mas por satisfação;

Fico perplexo com a falta de desejo da igreja atual em querer aprender do Senhor. Que amor é esse que a igreja diz ter por Jesus, mas não quer aprender Dele?

 

6 – Quando se ama, se tem prazer em falar aos outros sobre o amado (v18)

Vi o Senhor! A exclamação denota grande alegria por parte de Maria;

Seu encontro com Jesus tinha sido o que de melhor poderia lhe acontecer; portanto não hesitou em contar a boa nova para os demais discípulos de Jesus.

É difícil acreditar no amor de pessoas que tem vergonha de falar de Jesus;

É duvidoso o amor de pessoas que nada sabem para dizer algo acerca de Jesus;

 

Conclusão

A cruz foi a maior prova do amor do Senhor por nós, qual tem sido nossa prova de amor?

 

Pastor Patrick